Mais de 90% dos atletas paralímpicos recebem o incentivo

Última atualização em Segunda, 19 Setembro 2016 20:19
Publicado em Segunda, 19 Setembro 2016 20:19
Acessos: 7557

REPÓRTER: Com o fim dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, a delegação brasileira atingiu marcas importantes no esporte. Com 72 medalhas, 14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze, a delegação terminou esta edição na oitava colocação no ranking e superou o desempenho na edição de Pequim, em 2008, quando conquistou 47 medalhas.

Parte dessa melhora no desempenho dos atletas do País pode ser explicada em uma palavra: investimento. De acordo com dado do Ministério do Esporte, 262 dos 289 atletas que participaram dos Jogos Paralimpícos recebem o Bolsa Atleta, incentivo do Governo Federal que atende desde competidores estudantis a atletas de alto rendimento.

Um dos atletas contemplados pelo incentivo do governo federal é Caio Ribeiro. O atleta sempre esteve ligado ao esporte. Antes de sofrer um acidente de moto que resultou na amputação de uma perna, já havia participado de competições de atletismo e jogou futebol profissional na América do Norte. Mas foi na canoagem que Caio se encontrou no esporte. Nos Jogos Rio 2016, ele conquistou o bronze na categoria KL3, para atletas que usam tronco, braços e pernas na remada.

SONORA: Caio Ribeiro, atleta da canoagem

“Todo mundo que veio hoje aqui, dar essa força, essa energia, que foi imensa. Foi maravilhoso ter todo mundo aqui. Realmente, foi o combustível que eu precisava para vencer essa prova. Eu agradeço ao CPB e ao Ministério do Esporte. A gente representou. O Brasil representou. Os Jogos Paralímpicos foram um espetáculo. A organização fez um trabalho fantástico. Foi nível primeiro mundo. Estamos juntos”.

REPÓRTER: Os resultados dos investimentos também podem ser observados nas Olimpíadas. Com 19 medalhas, sendo sete de ouro, seis de prata e seis de bronze, o Brasil ultrapassou as melhores marcas: Atenas, com cinco ouros e Londres, com 17 medalhas. As duas marcas foram batidas no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério do Esporte, 96% dos atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil que recebem o incentivo não têm outros patrocínios. Ao todo, 17 mil atletas recebem o Bolsa Atleta desde 2005. O programa já concedeu mais de 43 mil bolsas em um investimento de mais de 600 milhões de reais.

Reportagem, Raphael Costa

Foto: Francisco Medeiros - ME